Study on the quality of life at work at the Federal Institute of Mato Grosso - Campus Pontes e Lacerda-MT

Neide Gonçalves de Aguiar, Edione Teixeira de Carvalho, Antonio Gomes

Abstract


Institutions of education are treated like any business organization in administrative terms, having external and internal influences, and the work of its employees is directly influenced by Quality of Life at Work (QVT). The present article is methodologically qualitative and aims to analyze the Quality of Life at Work (QVT) the Administrative Servants of the Federal Institute of Mato Grosso - Campus Pontes e Lacerda, in relation to work safety, occupational health and accident prevention, as well as as its origin and historical evolution, conceptual aspects, determining factors. The specific objective is to identify the actions developed by the Institute in relation to QVT and the well-being of the servers of the administrative sector and to know the level of satisfaction of them in relation to the program. The methods and techniques used in the study were supported by the discourses of several theorists of scientific research, and the data were collected through questionnaires and internship observations at the institution. In the analysis of the results we can observe that there is interest of the institution in promoting an atmosphere conducive to the servants, as well as they know the importance and they know what it has to do to have QVT, but they treat the subject with lightness. At the conclusion of the topic we can see that few have real interest in the subject addressed, not giving due value to what is being offered to improve the quality of life of the servers, but if we seek to have longevity, we have to worry about the subject and do our life goal.


Keywords


Quality of Life at Work; Management; Teaching Institution; Satisfaction.

References


Abqv- Associação Brasileira de Qualidade de Vida. (2014) Qual é o significado da Qualidade de vida no trabalho? Retirado em 18/07 de .

Bauer, M. W. e Gaskell, G. (2012). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: Um manual prático. 10 ed. Petrópolis: Vozes.

Bettega, M. H. S. (2010). Educação continuada na era digital. 2. Ed. SP: Cortez.

Brasil. Lei Nº 11.892 de 29 de Dezembro. Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos. (2008).

Chiavenato, I. (2008). Gestão de pessoas: 3.ed. Rio de Janeiro: Elsevier.

Ferreira, A. A; Reis, A. C. F. E; Pereira, M. I. (1999). Gestão Empresarial: de Taylor aos nossos dias. Evolução e Tendências da Moderna Administração de Empresas. São Paulo: Editora Pioneira.

França, A. C. L. (1997). Qualidade de vida no trabalho: conceitos, abordagens, inovações e desafios nas empresas brasileiras. Revista Brasileira de Medicina Psicossomática, Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, p. 79-83.

Gil, A. C. (2010). Como Elaborar projetos de pesquisa: 5 edição Ed. São Paulo: Atlas.

Gil. A. C. (2006). Métodos e técnicas de pesquisa social. 5 ed. São Paulo: Atlas.

Goleman, D. et al. (2007). Os mestres da administração. Rio de Janeiro: Campus/Elsevier.

Hampton, D. R. (1991). Administração Contemporânea. Editora: Makron Books.

Kenski, V. M. (2015). Tecnologias e ensino presencial e a distância. Campinas, SP: Papirus.

Luz, R. (2003). Gestão do Clima Organizacional: 5 reimpressão – Ed Qualilymark Ltda

Mayo, Elton. (1947). The Political Problem of Industrial Civilization, Cambrigde, Harvard University Press.

Minicucci, A. (2006). Relações Humanas: Psicologia das relações interpessoais: 6 ed. ed. São Paulo: Atlas.

Nascimento, W. Do; Pereira, M. F.; Pereira J. (2015). Coleção Gestão da Saúde Pública – Volume 13. Retirado em 20/09 de .

Nishimura, A. Z. de F. C. (2008). Produção bibliográfica da qualidade de vida no trabalho. 280 f. Retirado em 30/07/2015, de .

Oit, Organização Internacional do Trabalho. A História da OIT: o trabalho não é mercadoria. Retirado em 14/08/2015, de .

Oliveira, J. A. E; Medeiros, M. da P. M. de. (2016). Gestão de pessoas no setor público. 2. ed. Reimp. – Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração / UFSC; [Brasília]: CAPES: UAB.

Rodrigues, M. (2016) Tratado de Registros Públicos e Direito Notorial - 2ª ed. Atlas.

Schmidt, W. (2004). Metodologia para avaliação e implantação de novas tecnologias de mictórios – o caso do mictório sem água. São Paulo: EPUSP, 10 p. – (Boletim Técnico da Escola Politécnica da USP, Departamento de Engenharia de Construção Civil; BT/PCC/367)

Vasconcelos, A. F. (2001). Qualidade de vida no trabalho; origem, evolução e perspectivas. Caderno de pesquisas em Administração, São Paulo, v. 08, nº 1, janeiro/março.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i6.1072

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356