Prevalence and epidemiological aspects of enteroparasitoses in children in Brazil

Thiago das Virgens Santos, Rita de Cassia Macêdo Santos, Victor Hugo da Silva Martins, Sarah Alves Martins, Nadyr Cristina Bezerra

Abstract


We live in a technological world and full of constant changes, which is not distinctive when it comes to health. The enteroparasitoses are a serious problem and that has affected the population, mainly the citizens who do not have adequate hygienic-sanitary conditions. The objective of this article is to search for available evidence in the literature on the prevalence of epidemiological aspects of enteroparasitosis in children in Brazil. The study was carried out by means of a bibliographical review, through a survey of scientific articles using the main bases of scientific indexing, such as: Scielo and MedLine. The prevalence of enteroparositosis in Brazil is high, with social problems and partial access to public policies as collaborators in the spread of diseases, among them intestinal parasitoses, of which they occupy the top. Public health policies should be inserted and enjoyed by the unassisted community in these places, since children by virtue of their physiological conditions are more sensitive to such manifestations.


Keywords


Epidemiological Profile; Parasitic diseases; Verminoses; Therapeutic Conduct; Parasitology.

References


Abreu, E. S., Andrade, M. B. L., Machado, Á., & Persoli, L. B. L. (2016). Análise da qualidade parasitológica de alfaces orgânicas vendidas em uma rede de supermercados da cidade de São Paulo. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, 14(2), 516-521.

Amaro, G. T. (2016). A abordagem educativa para prevenção das parasitoses intestinais. Disponível em: https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/3547. Acesso em: mar 2019.

Araújo, S. C., Silva Filho, J. A., Silva, G. M. S., Filha, M. C., & Nogueira, V. F. B. (2016). Distribuição espacial de indicadores operacionais de serviço de abastecimento de água no Nordeste Brasileiro. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentavel, 11(1), 20-28.

Azevedo, M. C. P. A., Ribeiro, D. F., Correia, B. R., Soares, A. K. F., Rocha, M. K. L., & Alves, E. R. P. (2013). Educação em saúde: uma ferramenta para a prevenção e controle de parasitoses. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, 11(2), 300-310.

Bacelar, P. A. A., Santos, J. P. D., Monteiro, K. J. L., Calegar, D. A., Nascimento, E. F. D., & Carvalho-Costa, F. A. (2018). Parasitoses intestinais e fatores associados no estado do Piauí: uma revisão integrativa.

Baptista, A. B., da Silva Ramos, L., & Santos, H. A. G. (2014). Prevalência de enteroparasitos e aspectos epidemiológicos de crianças e jovens do município de altamira–pa/prevalence of intestinal parasites and epidemiological aspects of children and youth in the municipality of altamira, Pará, Brazil. Revista de Pesquisa em Saúde, 14(2).

Barbosa, V. A. (2013). Educação sanitária como prática de prevenção de parasitoses intestinais em creches. Acervo da Iniciação Científica, (1).

Barreto, R. L., Pedreira, M. M., & Will, R. M. (2015). Monitoramento da qualidade da água para consumo humano no estado da Bahia no ano 2014. Revista Baiana de Saúde Pública, 39, 31-40.

Benitez, A. D. N., Mareze, M., Miura, A. C., Brunieri, D. T. S. C., Ferreira, F. P., Mitsuka-Breganó, R., & Navarro, I. T. (2016). Abordagem da saúde única na ocorrência de enteroparasitas em humanos de área urbana no norte do Paraná. Arq. ciênc. vet. zool. UNIPAR, 19(4), 203-208.

Brasil. Data, S. U. S. (2015). Ministério da Saúde-Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS). Taxa mortalidade por ano processamento segundo lista morbilidade CID-10. [Interrnet]. Brasil.

Brito, A. M. G., Melo, C. M., Araújo, A. R., Brito, R. G., & Madi, R. R. (2013). Protozoário comensal em amostra fecal: parâmetro para prevenção de infecção parasitaria via fecal-oral. Scire Salutis, 3(2), 17-22.

Cordeiro, L., Oliveira, A. T., Leite, N. K., Exterkoetter, R., Oliveira, L. J. G. G., Klein, D. & Sá, L. S. (2014). Avaliação parasitológica das águas subterrâneas da região do rio marombas. Águas Subterrâneas.

Cunha, J. C., Silva, A. T., Carvalho, M. T. M., & PIantino, C. B. (2016). Ocorrência de parasitoses intestinais no centro de aprendizagem pró-menor de Passos-CAPP. Revista Brasileira de Iniciação Científica, 3(4).

Ely, P. H., Balestrin, F. F., Magalhães, K. C., Dias, S. Y. F., Strada, C. B. C., & Godoi, S. D. C. (2011). O uso do lúdico na educação em saúde: uma intervenção com crianças de uma instituição de ensino. Interbio, 5(2), 62-64.

Espíndola, C. M. D. O. (2014). Avaliação epidemiológica das parasitoses intestinais no Parque Oswaldo Cruz, Manguinhos, Rio de Janeiro, RJ (Doctoral dissertation).

Gurgel, R. Q., Cardoso, G. D. S., Silva, Â. M., Santos, L. N. D., & Oliveira, R. C. V. D. (2005). Creche: ambiente expositor ou protetor nas infestações por parasitas intestinais em Aracaju, SE. Rev Soc Bras Med Trop, 38(3), 267-9.

Iasbik, A. F., de Arruda Pinto, P. S., Guimarães-Peixoto, R. P. M., de Oliveira Santos, T., Fernandes, F. M., da Silva, L. F., ... & Araújo, J. V. (2018). Prevalence and transmission of intestinal parasitosis in human beings from Zona da Mata, Minas Gerais, Brazil. Bioscience Journal, 34(3).

Lima, E. Q., Santos, M. T., Siqueira, R. R., Medeiros Filho, F., & Pontes Filho, R. N. (2016). Prevalence of intestinal parasites in the human population of the city Santa Luzia State of Paraba, Brazil. Journal of Parasitology and Vector Biology, 8(9), 86-91.

Mendes, K. D. S., Silveira, R. C. C. P., & Galvão, C. M. (2018). Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto Enferm [serial on the internet]. 2008 Oct [cited 2011 July 26]; 17 (4): 758-64

Oliveira, C. (2013). Frequência de enteroparasitoses em usuários do serviço público de saúde na mesorregião do Oeste Potiguar. Natal, 2013 (Doctoral dissertation, Dissertação de Mestrado–Saúde Coletiva–Universidade Estadual do Rio Grande do Norte).

Rocha, T. M., Coelho, M. D. G., Santos, A. J. U. A., & Silva, F. A. C. (2013). Influência de fatores socioambientais na ocorrência de enteroparasitos e protozoários comensais em área periférica do município de Cristina, Minas Gerais. Revista Biociências, 19(2).

Sá, M. A. J. D. S. (2016). Educação em saúde: prevenção da diarreia aguda em crianças menores de 2 anos na Equipe Saúde da Família Geraldo Garcia 1 em Ponta Porã/MS.

Santos, C. S., Souza, P. S. A., Frizzo, M. N., Mallet, E. K. V., & Pedroso, D. (2013). Prevalência de enteroparasitoses e sua relação com eosinofilia e anemia em pacientes do município de Santo Ângelo, Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Saúde Integrada, 6(11-12), 293-307.

Silva, P. H. M., Lima, W. F., Castro, T. M. B. Q., & Sousa, L. G. (2015). Contaminação do solo de áreas de recreação infantil de creches públicas por Ancylostoma sp. E Toxocara sp. em Teresina-PI. Revista Interdisciplinar, 8(4), 93-98.

Soares, A. L., Oliveira, E. A. N., & Souza, I. F. A. C. (2018). A importância da educação sanitária no controle e prevenção ao ascaris lumbricoides na infância. Caderno de Graduação-Ciências Biológicas e da Saúde-FACIPE, 3(3), 22.

Sousa, A. C. M., & Bocardi, M. I. B. (2015). Hábitos de vida como fator desencadeante a parasitoses intestinais. Ideias e Inovação-Lato Sensu, 2(2), 77-92.

Souza, A. C., Alves, F. V., Guimarães, H. R., Amorim, A. C. S., Marília de Araújo, C. R. U. Z., da Silva Santos, B., ... & Melo, A. C. F. L. (2016). Perfil epidemiológico das parasitoses intestinais e avaliação dos fatores de risco em indivíduos residentes em um assentamento rural do nordeste brasileiro. Revista Conexão UEPG, 12(1), 26-37.

Streck, E. L., & Salvador, S. (2018). Parasitoses em crianças: uma revisão bibliográfica dos casos na America Latina. Inova Saúde, 6(2), 88-97.




DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v8i6.1042

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Base de Dados e Indexadores: Base, Diadorim, Sumarios.org, DOI Crossref, Dialnet, Scholar Google, Redib, Doaj, Latindex, Redalyc, Portal de Periódicos CAPES

Research, Society and Development - ISSN 2525-3409

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II, Itabira - MG, 35903-087 (Brasil) 
E-mail: rsd.articles@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Research-Society-and-Development-563420457493356